QUE SUAS PRIMAVERAS SEJAM MAIS FLORIDAS

Matar o que sentíamos um pelo outro não foi uma tarefa minha, mas, se é para sermos os dois culpados, me responsabilizo por ter dado o primeiro passo para longe. Não foi minha intenção cortar nossa relação e muito menos foi minha intenção ser transformado em vilão, mas confesso que ainda espero você me procurar. Toda manhã verifico todas as minhas redes sociais na esperança de encontrar uma mensagem. Verifico meu telefone procurando uma ligação. Parece que você aderiu à ideia de não insistir e preferiu não mudar por nós. Sua escolha de continuar com o passado é completamente perturbadora e sua postura gélida e devastadora.

Nosso amor está no chão e eu cada vez mais distante do seu jardim. Tudo que construímos veio abaixo e nem sequer um ruído vindo de você consegui ouvir. Não tentarei mais nos encontrar nos destroços. Não tentarei mais reviver nosso amor e prometo que não falarei mais sobre você. Não quero que leiam as minhas palavras e pensem que você foi um monstro. Não preciso também que você bata seus olhos por minhas composições e se sinta bem em me ver mal. Não estou mal porque você me deixou partir. Sinto-me mal por não ter sido valorizado, por me sentir abandonado, por ter a certeza de que você ama o passado, por ter vivido um amor não correspondido e por não saber se você quis me procurar. Isso aqui não é apenas sobre você e muito menos sobre a sua natureza fria e egoísta, mas é sobre o amor. Eu já não posso mais me ferir nos seus espinhos e não consigo mais sentir o perfume letal das flores do seu jardim. Estou a cada amanhecer mais distante.


Sinto que você está bem. Continua a crescer, a florescer e a espalhar seu perfume. Desejo-lhe que sua terra seja fértil e suas primaveras cada vez mais floridas.