INCREDULIDADE - NÃO MAIS

Desacreditei no que me cerca
Deixei para trás o amanhã
Eu enterrei o que vivi
Matei o que vi e ouvi
Deixei meus ensinamentos de lado
Fiz da minha descrença meu palco
Meu grito de tanto faz
Minha bandeira de não aguento mais

Medo, não sinto mais, não importa mais
Coragem, não está em mim, tanto faz
Arrependimento, não me cobro mais, enterrei o que passou

Dane-se o olhar no manhã e no ontem
Não aprecio mais o que foi e nem almejo o que não veio
Sou carne e osso e não quero mais
Não preciso mais e não sonho mais
Em ter no que me apegar
Em ter sobre o que lamentar
Em ter que contemplar o andar
O frustrar e o mudar
De tudo que é real e natural