EU SEI QUE VOLTAREI PARA UM LUGAR QUE ME PERTENCE

Meu lugar até hoje não descobri onde é, mas sei que dentro de mim as bandas da minha "terra interior" me aguardam. Percebi que por mais uma vez me deixei de lado na história e, com certeza, existem tantas saudades nesse mero sonhador que tive que pedir para a felicidade passar rápido e não zombar de mim. Diga felicidade, por que você prefere ficar ao meu redor e fazer participações rápidas pela minha vida? Você poderia simplesmente não existir ou talvez ficar para sempre nela. Eu sei que posso esperar, mas precisarei aprender a lidar com isso, e tenho a plena certeza de que você não terá tempo para me esperar. Desejei tanta alegria que quando percebi que uma história inteiramente feliz não existia, senti meu coração pipocar de duvidas. Depois de cada decepção abro um sorriso para expressar o contentamento e/ou conformação de um "alguém" que simplesmente adora se iludir.
Esses dias joguei na parede uma maleta que guardava tantas mascaras que jamais foram usadas e a poeira da decepção me sufocou de tão densa. Meu coração, sempre muito agitado, contribuiu diversas vezes com a construção de ilusões solidas e totalmente de tendencias duvidosas. Quando fecho os olhos vejo uma "velha casa". Quando abro os braços para bater as asas rumo a liberdade, percebo que desaprendi a voar. Fui livre numa "terra" do passado, e já não desejo mais a chegada da noite e temo o vento como nunca temi antes. Eu sei que voltarei para um lugar que me pertence, só preciso descobrir como chegar até lá.

Eu sei que voltarei para um lugar que me pertence...