NÃO ME ABRACE MAIS

Guardarei meu coração, pelo menos até o momento certo de mostra-lo novamente. Mostrarei minhas palavras, mas guardarei minhas verdades, pelos menos até que alguém acredite que elas são reais. Já me chamaram de mentiroso tantas vezes, mas nunca parei de dizer as verdades e nunca decidi fingir. Algumas palavras que foram ditas me colocaram medo e tiraram de mim a chance de falar. Eu ouço o discurso enganoso que sai de um coração confuso e medroso. Eu vejo a manifestação cruel do egoísmo que se esconde atrás do amor. Eu vivo a obrigação imposta por uma vida de falsas palavras. Não tenho medo do amanhã e nem imagino o que virá, mas temo ficar preso na teia do falso testemunho e morrer sem conhecer a lisura da belíssima vida que acabarei perdendo. Então, peço que não me interprete mal, mas não consigo lidar com sua dissimulação e com seu notório medo de viver ao meu lado. Tudo que pude fazer para guiar seus passos e te mostrar as maravilhas do mundo não foi suficiente... Eu não posso mais implorar para que você veja que está matando tudo de bom que poderia existir entre nós.

Já morri por você tantas vezes e sinto que essas serão minhas últimas palavras em relação aos ensinamentos que você ignorou. Será que você agiria diferente se soubesse que não teria mais aos seus pés minha alocução? Não me abrace mais e não me chame mais de seu. Não deixe de me abraçar e não se esqueça que me entreguei a você. Possuo lembranças boas guardadas, mas as suas expressões negativas estão impregnadas no meu coração. Já parou para pensar que insisti e insisti e insisti em te mostrar o que meus olhos diziam? Não sei o que é amor, mas parece que sei o que é amar. Realmente não sei o que é amor, mas não tenho certeza de que reaprenderei a tentar a provar do amor. Não compreendo o porquê da minha honestidade não ter conseguido ser forte o suficiente para arrancar suas dúvidas e seus medos e não compreendo o porquê de você ter declarado que me amava e ter rejeitado o meu amor quando eu o entreguei em suas mãos. Eu não precisava ter sido tão honesto, pois estava tudo muito exposto com clareza em meus olhos.

Você deve estar pensando em respostas e nem sequer conseguiu olhar para si. Você não tentará me entender e como uma legitima pessoa egoísta e teimosa já não se importará com minhas verdades e nem olhará em meus olhos para ver toda a verdade. Por diversas vezes entreguei em suas mãos meu coração quebrado, minha alma ferida e meu espirito doentio. Por diversas vezes entreguei em suas mãos meu sorriso sincero, meu olhar de honestidade e minhas mãos calejadas. Então, por favor, não interprete mal minhas palavras e não diga que estou errado. Não sei como seu coração pôde ser tão incompreensível e suas palavras tão ríspidas, mas estou guardando meu coração e escondendo as minhas verdades. Por favor, não me julgue como de costume e não ignore mais tudo que tentei te mostrar. Eu tinha toda honestidade em meus olhos, mas você ignorou tudo que eu sou.