O MOLDE TINHA RAZÃO

Mamãe nunca me disse o quanto seria difícil viver
Nunca me ensinou como enfrentar os obstáculos
Nem me mostrou como juntar meus cacos
Nunca mencionou que seria doloroso ser
Que seria doído ser quem se quer ser

Mamãe ensinou a ficar na forma
A não mudar de forma
Disse que se fosse para mudar
Que continuasse com as mesmas características
Que ninguém se cria e nem se recria

Mamãe me fez acreditar que o problema estava mim
Disse que seus parâmetros eram os corretos
Que meu crescer e meu desenvolver eram equivocados
Que somente os moldes poderiam me reger
Me construir, me fazer vencer

Mamãe me disse que minha única amizade deveria ser a solidão
Ela me ensinou que quando deixamos a porta aberta
Convidamos o mal, a falsidade e a desolação
Mamãe me fez ver que não existe confiança
Que ela esteve certa e eu desorientado.