14.3.17

VOLTAR A ANDAR

Mais uma queda, nenhuma novidade
Mais uma decepção, não tinha coração
Mais uma expectativa frustrada, vitima da ilusão
Mais um momento só, previsível solidão

Nada fora novo, os mesmos desgostos
Não teve o que doer, tudo isso já era familiar
Não existia o que falar, nada tinha valor
Não tinha o que remoer, só restava voltar a andar

Finalizada a etapa
Ensinamentos apreendidos
Lembranças guardadas
Nova jornada.