GARRA E CORAGEM

By Tiago Ferreira - 21.9.18

Se nem quem me ama me entende
Imagina quem me odeia gratuitamente
Já cansei da história mal contada
De que preciso controlar minhas palavras
Chega dessa história superficial
De que tenho que sorrir pra quem me faz mal

Não sou Jesus Cristo pra dar a outra face
Os frutos do mal é o rancor, ódio
Não tenho mais espaço para cicatrizes
A cicatrize do descaso é ódio, rancor

Eu visto a garra e coragem para seguir
Enquanto os olhares me alcançam
E esperam o momento em que vou cair
Certo, errado, contraditório, cansado
Vou segurando a unica certeza que tenho:
- Não sei se estarei aqui depois de amanhã.

"SETEMBRO POÉTICO" - PORQUE A POESIA ENCORAJA, CUIDA E ALIMENTA! - POST 11

  • Compartilhe:

VEJA TAMBÉM ESSES DAQUI

0 comentários