4.7.16

O NÍVEL DA MINHA ANGUSTIA

conceptual nature

Estou tentando me dominar
Para não ser dominado pela pretensão alheia
Eu prefiro ser meu próprio escravo
Do que passar uma vida sendo refém
Das vontades de terceiros

Fiz uso da solidariedade alheia
Para depois ter que me sentir acorrentado

Surgiu alguma curiosidade? Sente, pois agora
Todos saberão o NÍVEL da minha angustia: 

É uma vontade imensa de gritar a minha indignação
Que vem do mais profundo do meu ser
É uma vontade imensa de ficar deitado lamentando
As minhas angustias
Que eu não sei mais conviver comigo mesmo
Não sei, pelo menos por agora, o que é ser feliz

É tão grande o meu receio
Que só Deus para me entender
É tão grande a minha tristeza
Que só Deus para me confortar
É tão grande a minha revolta
Que só Deus para amansar meu coração.