SOU JOVEM E GENTE


Poxa, como posso eu ser jovem e estar tão cansado?

Eu simplesmente tenho uma história. Mesmo que eu exista apenas há vinte anos, posso olhar para trás e dizer que já lutei, já morri, já renasci e já cresci. Trago em meus ombros pesos jamais mencionados, carrego dentro de mim medos jamais expostos em textos e lido todos os dias com dezenas de sentimentos jamais compartilhados. Sou um jovem poço de "fiz o que pude" e um jovem mar de "eu sei que errei". Já caminhei bastante e já me perdi inúmeras vezes. Sorri muito em dias ensolarados e já chorei muito em dias nublados. Sou jovem de idade, mas me sinto velho e vivido no que concerne a minha curta existência. Ninguém jamais parou para lembrar das minhas batalhas e jamais deram credibilidade a todas as minhas minusculas conquistas. Sou jovem demais, mas não espero aprovação de qualquer pessoa perante as minhas atitudes e decisões. Canso e desisto. Cansei e já desisti. Sou carne e alma. Sou jovem e gente. Em minhas veias corre sangue e já tive que obrigar meu coração a bater diversas vezes. Sou jovem, mas coleciono descobertas e pegadas. Meus passos marcam a minha curta trajetória. Meus olhos já viram muita coisa e minha mente guarda tudo que ela, em sua magnânima limitação, conseguiu guardar. Sim, sou jovem, mas minha curta caminhada sempre pareceu uma jornada longa demais. Minhas marcas, meus sonhos, minhas conquistas, minhas perdas, meus medos, meus rancores e tudo que sai de mim não parece jovem. Não sou recente. Sou velho há vinte anos. Sou lutador desde dentro da barriga da minha mãe. Tenho a experiencia da vida cravada em minha alma. Por isso digo, quem me trata apenas como um jovem, jamais conheceu ou conhecerá tudo que existe dentro de mim.

*Não sei o porquê de vincularem a imagem do jovem com a ingenuidade e falta de bagagem. Não entendo os motivos de todos tentarem cortar os sonhos do jovem pela raiz.