SEM FORMA


Desisti do meu mundo
Mergulhei no desconhecido
Para conseguir me esvaziar
Para conseguir ecoar
Gritar bem alto minhas palavras
Minhas histórias
Minhas experiências amargas

Em estrofes ou em versos
Em páginas ou em capítulos
Meus anseios serão desconhecidos
Serão transcritos ou transparecidos
Em poesia ou em prosa
Em expositivo ou argumentativo
Não serão apenas escritos

Os meus clichês são recorrentes
Meus estilos sem forma aparente
E que venham sem rima
Cheio de cantos
Transbordando incógnitas
Segredos e confissões
Silêncio e alvoroço