PARAFRASEANDO MARCELO D2


"Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso desta vida
Preciso demais desabafar..."

Por diversas vezes falei que não acabaria bem, e me disseram
Quem muito pensa, pouco faz
Tentaram me comprar dizendo que cada um vai colher o que plantou
E que uma raiz sem alma só vive escondida, vixi!

A minha busca é a autenticidade imperfeita
Sei que nem tudo que faço é o certo, mas quem foi que perguntou?
Por um "eu" rejeitado já tentei apagar o que de mim restou
Mas a desigualdade chegou e por aqui continua instalada

Já me disseram varias vezes - no deleite da desgraça - que o bem vence o mal
Aqui tem gente fugindo do final e apelando o perdão da religião
Me contaram que Deus protege os humanos como se fossem seu tesouro
Ou estavam viajando ou realmente sou um tolo descrente
Quer saber? Deixa pra lá, eu devo tá viajando

"Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar"

Todos querem a famosa paz, eu quero ver conseguirem
O Estado não pode matar ninguém, mas nem precisa se preocupar com isso
Aqui quem condena são os podres e quem sofre são os pobres
O desejo de matar ligou-se a vontade de morrer
Juntos, sem limites, sujam as ruas com sangue
Nenhum cidadão pode se declarar impotente, mas
A desculpa de um povo frustrada
É um país irresponsável

O que tenho em mente?
Verdades para serem ditas guardadas no sub-consciente
Sei que a bala é teleguiada e chegará no mais invisível de todos
Grandes anseios/desinteresse demais o
Narcisismo barato conseguiu enfiar na cabeça dos fracos que
"O que vale é o que você tem e não o que você faz"

"Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar"




Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

[D2]
Segura!!!

[Introdução]
Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Eu já falei que tenho algo a dizer, e disse
Que falador passa mal, e você me disse
Que cada um vai colher o que plantou
Porque raiz sem alma, como o Flip falou, é triste
A minha busca é na batida perfeita
Sei que nem tudo tá certo, mas com calma se ajeita
Por um mundo melhor eu mantenho minha fé
Menos desigualdade, menos tiro no pé
Andam dizendo que o bem vence o mal
Por aqui vou torcendo pra chegar no final
É, quanto mais fé, mais religião
A mão que mata, reza, reza ou mata em vão
Me contam coisas como se fossem corpos,
Ou realmente são corpos todas aquelas coisas?
Deixa pra lá eu devo ta viajando
Enquanto eu falo besteira nego vai se matando
Então

[refrão]
Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Ok, então vamos lá, diz
Tu quer a paz, eu quero também,
Mas o estado não tem direito de matar ninguém
Aqui não tem pena morte mas segue o pensamento
O desejo de matar de um Capitão Nascimento
Que sem treinamento se mostra incompetente
O cidadão por outro lado se diz impotente, mas
A impotência não é uma escolha também
De assumir a própria responsabilidade
Hein??
Que você tem em mente? Se é que tem algo em mente
Porque a bala vai acabar ricocheteando na gente
Grandes planos, paparazzo demais
O que vale é o que você tem, e não o que você faz
Celebridade é artista, artista que não faz arte
Lava mão como Pilatos achando que já fez sua parte
Deixa pra lá, eu continuo viajando
Enquanto eu falo besteira nego vai, vai
Então, deixa...

[refrão]
Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar



Letra retirada de (www)