25.3.16

ATINGIDO (III)

atingido

Ninguém me segurou e
nem mesmo a fraqueza me parou.
Vou assumir e confessar
que me despedi da covardia para me aventurar.
A vida clareou,
mas meus objetivos ela não mudou.
Não confabulei contra a criação divina,
mas também não acreditei na vida
quando tudo parecia estar ao contrario.
Ninguém me abandou,
mas criei por mim um legitimo amor.
Não vou negar que
consegui me priorizar.
O vento deu folego
e animou a placitude
do meu caminhar.
Eu encontrei a confiança
quando descobri o valor da legitima
aliança.