SÁBADO

Hoje, um sábado com ares de depressão de fim de ano, vivemos mais um dia.
No quesito tristeza, não foi um dia diferente dos demais...
Mas, ao cair da noite, o astro iluminado encheu meu olhar de brilho.
A lua, que nem possui luz própria, me deu uma luz confortante...
Senti como se tudo estivesse bem.
Fiquei com os olhos fechados imaginando como tudo poderia estar tão ruim...
Não demorou muito para que eu voltasse para a amarga realidade.
Acabei de adquirir um cigarro...
- Fazia dois dias que eu agonizava arquitetando uma forma de o conseguir!
Fumei aquele cigarro como se fosse o último da minha vida
E morri por mais uma noite.
                               
(23/1/16)