TEMPO (II)

tempo...

Imaginei seguir confiando no tempo,
que na vida é o grande artista,
o grande escritor e o melhor doutor...

Confio nas obras de autoria do senhor do meu compasso
que expôs em traços da vida a dimensão elucidada
no museu de marcas da minha mera existência.

Confio nas histórias reais que são todos os dias
vividas no teatro que é a vida de quem confia
e respeita o senhor tempo.

A minha exaustão não teve vez!
Sou protagonista da minha vida e meu par
nessa jornada é minha velocidade contida.