SÉRIE FOTOGRÁFICA: A NATUREZA VIVA EM TRANSFORMAÇÃO

Senhoras e senhores, convido a todos para acompanharem as fotografias da segunda postagem dessa série e nossas "análises técnicas":

FASE 2 - Atibaia, 08 de junho de 2015.

Fase 1

O estilo monocromático é o meu preferido e nessas capturas, como vislumbramos, ele está presente. Costumo dizer que não só as minhas fotografias recebem o tratamento monocromático, mas meus escritos trazem consigo essa perspectiva. A simplicidade explicitada no preto e no branco transforma as fotografias em obras reflexivas e vivas e foi essa exatamente por isso que fui tocado pela poesia e compus esse poema para acompanhar essa primeira postagem:

Fruitivo como o pura ar:
o preto vivo e o branco brando
transformam uma simples imagem
em uma pintura amena.


É vivo como a luz da manhã
É marcante como o pôr do sol
É rico em contraste
É preto e branco.


A coesão da simplicidade
A concordância da simpleza
A espontaneidade da harmonia
A realidade no preto e no branco


Os sintomas da alegria estão
escondidos nas linhas escuras
da claridade explicitada no confronto
entre as cores do preto e do branco.


Uma transformação fitada pela natureza
metamorfa resumida em duas cores
que nunca mudam aquilo tocam:
os admirados preto e branco.

Fase 1 Fase 1

A natureza ainda segue seu rumo, mas parece que nem sequer sofreu alguma modificação. Eu, aspirante a modelo fotográfico, mal me reconheço nessas simples e singelas fotografias. Sou um ser que muda a cada amanhecer, confesso que não sei se isso é bom ou ruim, mas não estou aqui me referindo apenas a mudanças físicas. Nunca fui aquele rapaz fácil de se compreender e nunca estive perto de ser uma pessoa comum, mas os registros fotográficos só preservaram a minha forma física do passado. Não sei se estou aqui falando com uma entonação nostálgica, porém não consigo sentir falta desse personagem que fora protagonista dessas fotos.

Fase 1

Se me recordo bem, a proposta para essas capturas foi a temática vintage, mas, depois de várias tentativas, deixamos de lado as formas e começamos a fazer o que sempre fazemos de melhor: criar nossa arte própria que fica extremamente distante de padrões e rótulos. 

A direção de fotografia da Olívia Vieira é algo inexplicavelmente único... Eu confio na desenvoltura dela e me entregaria de olhos fechados para ser fotografado, mas quem me conhece sabe que, desde de os primórdios dos tempos, gosto de dar palpites em todo tipo de projeto que estou inserido. O bom é que todo mundo que já me fotografou tem uma paciência num nível alto com essa minha mania de ser multitarefa e multifacetado. Aliás, você pode conferir mais trabalhos da Olívia que foram realizados para e pelo Limoções clicando aqui!

Parece que já falei demais nessa primeira postagem dessa nova série fotográfica do nosso Blog que apresentará um Tiago Lima diferenciado e uma Olívia Vieira ainda em construção como fotógrafa. Vou te deixar agora com as palavras da diretora e volto no próximo post. Obrigado.

Fase 1

O estilo Preto e Branco que utilizamos nessas fotografias nos traz a intimidade, nos permite chegar mais perto da história. Nessas reflexões que nos levam para o passado, o P&B nos ajuda com essa sensação de nostalgia, de começo, já que até mesmo a fotografia nasceu em Preto e Branco.

Outro efeito interessante que esse estilo traz é o destaque ao "objeto principal", que nesse caso é um reflexo remoto do escritor do nosso tão querido Limoções. Acompanhando os mais recentes projetos, podemos notar as tais mudanças as quais ele se refere. Mas mais do que isso, acredito que tive a sorte de fazer retratos de transformação, retratos de um começo de mudança, retratos de alguém que se transformaria no que é hoje e que continuará em suas metamorfoses.

Fase 1 Fase 1

Sendo ambos, Tiago e eu, amantes da natureza, somos suspeitos e repetitivos ao explorar fotografias nesses cenários. Em contrapartida a natureza nunca é repetitiva, está sempre em transformações, o que faz de cada foto única.

O figurino partiu da ideia inicial de temática vintage, porém, acompanhando a ideia mutável, se inseriram para compor uma postura masculina mais decidida e confiante. 

 Existem dois arranjos entre cenário e personagem que escolhi explorar. Um deles é trazendo o modelo para mais perto da lente, com as minuciosidades de ser simplesmente como se é no seu presente tempo. O outro é ter a ampliação de todo o cenário para vermos mesclar o meio ambiente e a persona em suas próprias formas. O mantive como essencial é manter a dimensão do horizonte que foi preenchido com a proeminência da natureza.

Fase 1 Fase 1 Fase 1

Por fim, agradeço ao Tiago Lima por mais essa aventura que ainda vai se estender por muitas transformações. À você, leitor, que acompanhou até aqui, convido a esperar conosco a continuação dessa maravilhosa série fotográfica. Até o próximo encontro...