EU SEI O PORQUÊ

o porquê

Eu sei o porquè de ter que viver toda nova manhã
Sem pressa de ver cada coisa acontecer
E cada dia anoitecer

Eu sei o porquê de ter que me levantar
Toda vez que o chão decide me beijar
Eu sou aprendiz incompetente
E por isso demoro para assimilar
Cada lição que a vida precisa me aplicar

Eu desconheço os porquês
Mas gosto de viver
De me desafiar
De montanhas mudar de lugar
De me colocar perante a cada abismo

Eu talvez conheça o motivo
De ser teimoso e instintivo
Chato e sozinho
Feliz e agradecido
Por cada manhã de sol
Ou por cada luar