PRECISO ME SENTIR MAL

preciso me sentir...

Não pareço ser forte e valente, mas sou forte e valente. Não aparento ser persistente e confiante, mas sou persistente e confiante. Não sou a pessoa mais firme do mundo e estou longe de ser psicologicamente estável, mas sou um humano como qualquer outro. Eu, por diversas vezes, sou uma muralha difícil de se atravessar, porém uma enxurrada de sentimentos estremeceu minhas estruturas...

Minha cabeça está sonsa e meus sentidos estão atordoados por tamanha maré de presentes entregues a mim pela vida. Me lembro nitidamente de ter feito as pazes com tudo que está a minha volta, então não consigo mais odiar nada que me cerca ou até mesmo aquilo que não está ao meu alcance. Confesso que não sinto falta dos sentimentos ruins, mas eu gostaria de pelo menos por hoje me sentir ruim. Eu já escrevi muito e já fotografei demais, mas mesmo tendo tanta coisa acumulada - e guardada em seu devido lugar - não sei aonde meu lado sombrio, ríspido e frio foi parar...

Esses dias eu reli algumas das minhas palavras que compõem uma coletânea de sentimentos instáveis, ruins e severos demais, mas não sei exatamente se tudo aquilo de fato saiu de mim. Eu não penso em mim como algo bom, mas também não me vejo como algo ruim. Eu sou uma pessoa como qualquer outra, mas fui escolhido para carregar nas costas uma tonelada de palavras ditas, não ditas, escritas, mal escritas ou simplesmente palavras jogadas ao vento. Eu já me senti espalhado por toda parte e, ao mesmo tempo, também já me senti preso dentro de uma jaula. Eu não sei do que posso ser capaz de fazer para simplesmente poder sentir novamente o gostinho do malogro dentro de mim. Eu sei exatamente o que não faria para atiçar meus rancores ou me criar novas mágoas...

Eu na verdade amo o jeito que a vida é: repleta de surpresas. Amo me obrigar a viver mais um dia. Amo viver cada coisa como elas verdadeiramente são. Amo ser simples. Amor poder ver as cores. Amo poder mudar. Eu já não sei o que dizer quando o mal se colocada diante do meu caminho e muito menos sei reagir quando sou atacado pelo ódio, mas sei exatamente em quem ou no que devo confiar. Eu nem sei se tenho vivido corretamente e muito menos sei se viver corretamente é uma opção de escolha, mas tenho feito tudo da maneira como o meu caráter me diz para fazer. Eu colhi muitas coisas negativas, pois eu mesmo contaminei minha plantação, mas quem me disse que os meus frutos negativos são eternos se enganou! Eu não sou eterno e jamais qualquer podridão também poderá ser! Não, eu não posso deixar meus sentimentos bons pra lá, mas será que não seria bom ao menos mais uma vez poder me sentir mau?

Já fui acompanhado por muitos demônios e, por diversos instantes, já fui muitos deles. Eu amo ser metamorfo, mas não sei se amo ser preenchido por tanto mal. Eu amo poder querer cada coisa como ela é, mas não sei se amo confabular contra cada criação divina. Eu posso deixar a ideia de me sentir mau para lá, mas precisarei que alguém me ajude a fortalecer novamente meu alicerce. Esquecerei essa ideia se alguém me ajudar a melhorar o mundo. Eu deixarei para lá...