8.8.16

MEU PASSADO, MEU PRESENTE E MINHA MENTE

Eu não me importo que poderia ser diferente
Não me atenho a olhar para o passado
Não me atenho a sofrer no presente
Por lembranças de atitudes inconscientes
Que me trouxeram para esse futuro presente
Que obrigatoriamente deve dar créditos ao passado
Que projetou uma amarga pressuposição certeira
Que foi concreta e efetiva
E me uniu ao meus estados diferentes
Que ficaram marcados
No meu passado, no meu presente e na minha mente.