20.8.16

ELE FLORESCIA



Simplesmente como uma flor ele florescia, todavia como uma flor ele também morria. Seus olhos sempre miravam todas as direções. Seu ouvidos sempre estavam atentos para captar e reconhecer todos os sons. Toda primavera ele exalava beleza sincera, mas poucos conseguiam perceber sua presença ou admirar sua beleza. Toda vez que se acabava a primavera, ele acabava morrendo pelo descaso das outras estações. No jardim de flores que ele residia, ninguém jamais elogiou suas formas.