ENVELHECIMENTO



Perturbante cansaço que sinto
Certo e passageiro repudio que sinto
Sério asco que sinto
Ao me olhar nesse espelho
Vejo a proposta do tempo
Que passou e não me esperou
Dizer tudo o que eu tinha para dizer
Fazer tudo o que eu tinha para fazer
Agir como eu deveria ter agido
Amar como eu deveria ter amado

A verdade é que eu devo ser franco
Não sei aonde é o inicio ou o fim
Das rugas e marcas que vejo no meu rosto
Mas sei que tudo que penso ou sinto
Tem morrido dentro de mim
Sem tempo de ser expelido
De ser mostrado
Ou apreciado.