SIMPATIZANTE

Naquele momento tomei a forma daquilo que apreciava,
mas retornei ao início quando a verdade acabou.

simpatizante

Aquilo que me apaixonava era simples e verdadeiro
e não me importei com os falatórios alheios,
mas Deus estava lá de cima escrevendo a história toda
e não sei se sei a verdade mas o livro da minha vida
foi levado pela enxurrada...
Não sei se foi uma verdade abstrata ou uma vida falsificada,
porém fui reduzido a nada e caí quando fugiram de mim as palavras...
Cada flor, cada amor, cada rancor e cada degrau dessa escada
sumiram de perto de mim quando fechei os olhos por um instante.
Simpatizei com tudo e com todos, mas cavei meu próprio tumulo quando
me deixei no segundo plano do meu amargo e doce viver.
E são lindos os planos frustrados pela vida e são tão reais as cores
desbotadas pela interpretação equivocada das palavras proliferadas.
Eu sou um simpatizante declarado e simpatizo com o que a mim não foi apresentado.
Sou simpático com a vida e meu organismo é vivido e meu ser já foi
por diversas vezes por sentimentos ferozes devorado.
Como poderia eu ser grande se de mim tomaram tudo que eu tinha, mas como
poderia ser pequeno eu se hoje tenho tudo de que preciso...
Meu sorriso é meu, mas minha sinceridade é da minha vida.
Eu existo para recolorir e reconstruir, mas não sou catador de simpatias forçadas.
O segredo do meu viver está totalmente escondido dentro do reino do meu ser.

Andei para longe, não enfrentei ninguém
Alguns me viram ir embora, sorriram
Outros não me alcançaram, estavam cansados
Onde pisei tinha espinhos e
O que escutei foram só falsas palavras
Ninguém me amparou quando deitei para chorar...

E o vento trouxe até mim aquilo que eu não conseguia alcançar...

Mas ainda sou leão!
Não esperei a luz como se fosse uma alma penada.
Conheci e reconheci meu deserto e
Leventei com minhas marcas, e
mandei para longe a amargura que em mim estava encostada.