23.4.16

NEM TÃO TEMIDO FIM

Foi só me distrair que pensei
O quão bom pode ser o fim...
No meio da minha tragédia emocional
Eu não senti emoção ou comoção
E não sei se ainda sinto meu coração
Mas ainda sinto meus pés firmes no chão
O chão da certeza ou da incerteza
Que estremece e ao mesmo tempo amorcetece
A queda ou o fim...
Eu mastiguei minhas mágoas
E fiz do choro minha risada
E dessa vez não consegui temer o temido fim
E dessa vez eu não estava a fim de sofrer
Ou de me perder em angustias
Ou de me perder em dores
Rancores
Dissabores
Ou em falsos amores