23.9.16

ATUAÇÃO REAL


Era o errado e injusto
O complicado e indigno
O infeliz e incompreendido

Era como uma história mórbida
Cheia de dramas e tragédias
Cheia de vilões e mortes

Era como uma ferida mal cicatrizada
Que era sempre cutucada para assim doer
Para jamais da dor se esquecer

Era como um mal ator
Que não soube atuar
Que fez do seu papel sua vida
Que viveu até o fim o roteiro
Ilustrou bem os sonhos e anseios
Da sua personagem deslocada
Que na vida real se perdeu em sonhos
Se afogou em decepções
E se matou na sua culminância